FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
Pedro Xavier 10 Jun 2021

Hoje é Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas

Hoje é quinta-feira, 10 de junho, centésimo sexagésimo primeiro dia do ano, Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas, Dia Mundial dos Alcoólicos Anónimos e Dia Internacional para a Segurança em Passagens de Nível.

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

Este dia é dedicado ao Santo Anjo da Guarda de Portugal e ao Beato João Dominici, dominicano, Cardeal.

Gémeos é o signo dos nascidos nesta data, destacando-se o artista francês Gustave Courbet (1819), a primeira Senadora norte-americana, Rebecca Felton (1835), o explorador inglês HM Stanley (1840), a atriz norte-americana Judy Garland (1922), o magnata da imprensa Robert Maxwell (1923), a manequim e atriz britânica Elizabeth Hurley (1965), a modelo Linda Evangelista (1965), a princesa Madeleine da Suécia (1982).

O dia 10 de junho de 1580 é a data provável da morte de Luís Vaz de Camões.

Em 1940, a Itália de Mussolini declarava guerra ao Reino Unido e à França. Em 1942, ocorria o massacre de Lidice, na Checoslováquia ocupada pelas forças nazis. Em 1944, era inaugurado o estádio Nacional, no Jamor, em Lisboa.

Em 1969, Paulo VI participava, em Genebra, nas comemorações do cinquentenário da criação da Organização Internacional do Trabalho (OIT). Em 1985, o primeiro carregamento de alimentos, medicamentos e vestuário, adquiridos com a venda do disco “We Are the World”, partia para a Etiópia e o Sudão.

Em 1986, Isabel II atribuía o título de Cavaleiro do Império Britânico ao músico irlandês Bob Geldoff. Em 1987, o presidente sul-africano Pieter Botha anunciava a prorrogação do estado de emergência no país.

Em 1988, era assinado o protocolo adicional ao Acordo Cultural Luso-Brasileiro, que instituiu o Prémio Camões. Em 1992, a RTP iniciava emissões em direto, via satélite, para as comunidades portuguesas espalhadas pelo mundo. Em 1994, morria, aos 54 anos, a jornalista Alice Cruz. Em 1996, Eduardo Lourenço recebia o Prémio Camões.

Em 2003, o presidente timorense Xanana Gusmão recebia o Prémio Félix Houphouët-Boigny para a paz. E o secretário-geral da ONU pedia a libertação da Prémio Nobel Aung San Suu Kyi, detida pela junta militar birmanesa, no início do mês.

Em 2004, morriam o músico norte-americano Ray Charles, 73 anos, e o deputado Lino de Carvalho, 58 anos, vice-presidente da Assembleia da República, membro da Assembleia Parlamentar do Conselho da Europa e do Comité Central do PCP. Em 2005, morria, aos 70 anos, René Bertholo, artista plástico, fundador do movimento KWY, nome marcante da arte portuguesa contemporânea.

Em 2006, o segundo filme de animação de Regina Pessoa, “História Trágica com Final Feliz”, vencia o Grande Prémio de Curta-Metragem do Festival de Cinema de Animação de Annecy, França. Morria, aos 72 anos, Ruth Garcês, a primeira juíza em Portugal.

Em 2007, os portugueses Álvaro Marinho e Miguel Nunes sagravam-se campeões da Europa da classe 470 em vela, ao terminarem em terceiro lugar a última regata do Europeu, disputado em Salónica, Grécia. O fotógrafo do Mali Malick Sidibe recebia o Leão de Ouro pelo conjunto da sua carreira, na 52ª Bienal Internacional de Arte de Veneza.

Em 2008, morria o escritor Tchinguiz Aitmatov, do Quirguistão.

Em 2009, os fabricantes de automóveis Chrysler e Fiat formalizavam a aliança.

Em 2012, morria, com 97 anos, Maria Keil, artista plástica, autora de vários painéis de azulejos das primeiras estações do Metropolitano da de Lisboa. Morria Georges Mathieu, pintor francês, criador do movimento da abstração lírica. Tinha 91 anos.

Em 2014, Pequim publicava um “Livro Branco” sobre Hong Kong em que reafirma o seu controlo e soberania sobre a cidade.

Em 2018, as canoístas portuguesas Teresa Portela e Joana Vasconcelos conquistavam o título europeu em K2 200 metros, em Belgrado, ao terminarem a final em 37,055 segundos. Morria, aos 64 anos, Joana Pimentel, investigadora, responsável pelas aquisições patrimoniais da Cinemateca Portuguesa. Morria, aos 78 anos, Altino do Tojal, escritor e jornalista.

Em 2020, morria, aos 92 anos, Maria José de Basto, atriz. Morria, aos 75 anos, José Maria Pinto Basto Mascarenhas, presidente da Fundação das Casas de Fronteira e Alorna.

Faltam agora 205 dias para o final de 2021.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts