FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
Pedro Xavier 30 Mar 2021

Autárquicas: Eduardo Teixeira é o candidato do PSD à Câmara de Viana do Castelo

O deputado e presidente da concelhia do PSD de Viana do Castelo, Eduardo Teixeira, é candidato à Câmara da capital do Alto Minho nas eleições autárquicas deste ano.

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

O nome de Eduardo Teixeira foi aprovado por unanimidade, ontem, em reunião daquele órgão partidário.

Teixeira, economista de 48 anos, foi reeleito pela terceira vez consecutiva presidente da concelhia laranja de Viana do Castelo.

Desempenha ainda as funções de primeiro secretário da mesa do conselho nacional e do congresso dos órgãos nacionais e é presidente da mesa da assembleia distrital do Alto Minho.

É a segunda vez que Eduardo Teixeira concorre à Câmara de Viana do Castelo que está nas mãos do PS desde 1994.

Em 2009, ano em que o antigo presidente Defensor Moura não se pode recandidatar por ter atingido o limite de mandatos autárquicos, e lhe sucedeu José Maria Costa, o PS conquistou 50,2% dos votos e garantiu cinco mandatos. A lista encabeçada por Carvalho Martins, em coligação com o CDS-PP, contabilizou 35,12% dos votos e assegurou quatro lugares na autarquia.

Em 2013, os socialistas desceram a votação para os 47,67%, mantendo cinco mandatos. O PSD, então liderado por Eduardo Teixeira alcançou 26,56% dos votos e três mandatos e a CDU conquistou 10,57% dos votos e recuperou o mandato perdido nas eleições anteriores.

Em 2017, o PS recandidatou, pela última vez o socialista José Maria Costa, que venceu com 53,68% votos e aumentou para seis o número de mandatos autárquicos. Já o PSD apresentou o professor Hermenegildo Costa que somou 21,25% votos, e perdeu um dos três mandatos que os social-democratas detinham. A CDU segurou o único lugar no executivo municipal, com 8,11% dos votos.

Nessas eleições, o PSD apresentou duas listas de candidatos à Assembleia Municipal daquele concelho.

Uma das listas, apresentada pelo candidato do partido à Câmara de Viana do Castelo, homologada pelos órgãos nacionais e aprovada pela distrital.

A outra, liderada pelo presidente da concelhia e deputado na Assembleia da República, Eduardo Teixeira.

O Tribunal de Viana do Castelo rejeitou a lista apresentada e liderada por Eduardo Teixeira, por “irregularidade insuprível”. Também o Tribunal Constitucional “negou provimento” ao recurso.

Após as autárquicas, Carlos Morais Vieira, então presidente da distrital do PSD responsabilizou Eduardo Teixeira, pela perda de um dos três vereadores que o partido detinha no anterior executivo municipal, de maioria socialista.

Eduardo Teixeira exerceu um primeiro mandato como deputado na Assembleia da República entre 2011 e 2015.

Nas eleições legislativas de 2019, Teixeira foi o nome apontado pelo partido para o terceiro lugar da lista pelo Alto Minho depois do veto dos órgãos nacionais a Carlos Morais Vieira, líder da distrital social-democrata entre 2014 e 2020.

A distrital PSD foi liderada durante seis anos por Eduardo Teixeira, que por ter atingido o limite de três mandatos consecutivos para aquele órgão não pôde concorrer em 2014.

Carlos Morais Vieira, empresário, demitiu-se em março de 2013 da concelhia liderada por Eduardo Teixeira, alegando “discordâncias” na estratégia autárquica, depois da homologação da sua candidatura de à câmara, nas autárquicas desse ano.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts