FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
Pedro Xavier 17 Fev 2021

Renúncia quaresmal de Viana do Castelo partilhada com Moçambique

O administrador diocesano de Viana do Castelo anunciou, em mensagem dirigida aos fiéis do Alto Minho, que os donativos da renúncia da Quaresma serão partilhados com a diocese de Pemba, no norte de Moçambique.

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

Em comunicado enviado às redações, o administrador diocesano de Viana do Castelo, Sebastião Ferreira, assim nomeado em setembro na sequência da morte do bispo Anacleto Oliveira, refere que “a Quaresma, sendo tempo de comunhão, também é, tem de ser, tempo de partilha de bens”.

“Em consequência, na nossa diocese, com a cooperação de todos, partilharemos a nossa renúncia quaresmal com os nossos irmãos da diocese de Pemba, em Moçambique”, refere a mensagem do administrador diocesano de Viana do Castelo.

A violência armada em Cabo Delgado está a provocar uma crise humanitária com mais de duas mil mortes e 560 mil pessoas deslocadas, sem habitação, nem alimentos, concentrando-se sobretudo na capital provincial, Pemba.

Algumas das incursões de insurgentes passaram a ser reivindicadas pelo grupo ‘jihadista’ Estado Islâmico desde 2019.

As “ofertas da diocese de Viana do Castelo deverão ser entregues nas paróquias e na Cúria Diocesana”, adianta a mensagem.

Em causa está uma prática realizada durante os 40 dias da Quaresma em que os fiéis abdicam da compra de bens, reservando o dinheiro para projetos definidos pela respetiva diocese.

“A nossa Quaresma tornar-se-á, para nós, um tempo de acolhimento e de comunhão, de intimidade e de renovação de alianças, com Deus e com os irmãos, conhecidos ou não, da mesma ou de diferentes etnias, trabalhadores ou empresários, pobres ou ricos, sós ou esquecidos. Com uma Páscoa solidária, irão, tendencialmente, diminuindo as desigualdades sociais e os desequilíbrios económicos abismais, com a atenção na indecorosa pobreza e nos sem abrigo”, refere ainda Sebastião Ferreira.

O prelado assumiu os destinos da diocese após a morte do bispo de Viana do Castelo, Anacleto Oliveira, em setembro, aos 74 anos, na sequência do despiste do automóvel que conduzia na Autoestrada do Sul (A2) perto de Almodôvar, no distrito de Beja.

Anacleto Oliveira celebrou, em agosto, 50 anos de ordenação e 10 anos como bispo de Viana do Castelo.

A diocese de Viana do Castelo, fundada através de uma bula do beato Paulo VI, publicada a 03 de novembro de 1977, abrange os 10 concelhos do Alto Minho.

A diocese mais jovem do país integra 291 paróquias espalhadas pelos 10 concelhos do distrito de Viana do Castelo e tem cerca de 120 sacerdotes.

Os católicos iniciam a Quaresma no dia 17, Quarta Feira de Cinzas, que é o período de 40 dias que antecede a Páscoa, principal festa dos cristãos, marcado por períodos de jejum e partilha, como a renúncia quaresmal, cujo produto é destinado a obras e causas sociais.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts