FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
Pedro Xavier 22 Fev 2021

Dia da Defesa Nacional novamente adiado até 30 de abril

O Ministério da Defesa adiou até 30 de abril o início do 17.º Dia da Defesa Nacional, conjunto de atividades de esclarecimento e promoção das Forças Armadas junto dos jovens portugueses, informou o Governo.

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

“O prolongamento da suspensão do Dia da Defesa Nacional em todos os centros de divulgação abrange um total de 54.335 jovens que corresponde a 25.710 convocados entre os dias 07 de janeiro e 28 de fevereiro e 28.625 cidadãos e cidadãs convocados para cumprir o seu dever militar entre os dias 01 de março e 30 de abril”, lê-se num comunicado do ministério.

A decisão está relacionada com a manutenção do estado de emergência e o confinamento geral do país devido à covid-19.

O Dia da Defesa Nacional, “que fica com início previsto para 01 de maio, irá abranger, ao longo do ano, um total de 58.943 jovens nascidos em 2002 e ainda 30.641, cuja comparência foi adiada devido à suspensão ocorrida durante o ano de 2020”, esclareceu o ministério.

Este conjunto de eventos desenvolvidos em diversas instalações militares por todo o país visa “sensibilizar” os cidadãos, a partir dos 18 anos de idade, para “a temática da Defesa Nacional” e melhor dar a conhecer as funções de Exército, Marinha e Força Aérea.

O atual estado de emergência devido à terceira vaga de epidemia de covid-19 termina às 23:59 de 01 de março. A próxima renovação terá efeitos entre 02 e 16 de março.

Ao abrigo do estado de emergência, o Governo impôs um dever geral de recolhimento domiciliário e a suspensão de um conjunto de atividades, desde 15 de janeiro.

Em Portugal, já morreram mais de 15 mil doentes com covid-19 e foram contabilizados até agora mais de 797 mil casos de infeção com o novo coronavírus que provoca esta doença, de acordo com a Direção-Geral da Saúde (DGS).

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts