FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
Pedro Xavier 27 Fev 2021

Autárquicas: Abel Baptista é candidato à Câmara de Ponte de Lima

O antigo deputado do CDS-PP e atual vereador independente na Câmara de Ponte de Lima, Abel Baptista, é o candidato do Movimento Ponte de Lima Minha Terra (PLMT) à presidência do município nas próximas eleições autárquicas.

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

Em comunicado, o PLMT informou que o “grupo de cidadãos que integram o movimento independente escolheram e formalizaram internamente Abel Baptista como candidato a presidente da Câmara Municipal de Ponte de Lima nas próximas eleições autárquicas”.

Antigo vereador e vice-presidente da Câmara de Ponte de Lima, entre 1994 e 2001, na altura com Daniel Campelo na presidência do município, Baptista ocupa atualmente um dos dois lugares que do (PLMT) conquistou nas últimas eleições, naquela autarquia do distrito de Viana do Castelo, liderada pelo CDS desde o 25 de Abril.

Abel Baptista tem 57 anos e é diretor do departamento jurídico e contencioso da Câmara Municipal do Porto.

Victor Mendes é o atual presidente, mas não vai recandidatar às próximas eleições por ter atingido o limite de mandatos autárquicos.

“O movimento independente PLMT pretende desenvolver estratégias e incentivos para a fixação e atração de jovens no concelho, não só como forma de reverter o processo demográfico de diminuição da população jovem, mas também como meio fundamental para o desenvolvimento local, quer no reforço da competitividade, do emprego e da coesão social”.

Citado na nota, Abel Baptista, realçou “que o projeto ‘Eu acredito, Eu quero ficar em Ponte de Lima’, só faz sentido se for construído pelos jovens e com os jovens”.

“É por isso essencial ouvir e integrar as suas propostas, e este fórum é nisso que se vai centrar – ouvir e integrar. Já temos muitas ideias, mas mais do que as nossas ideias é preciso que a juventude sinta que a sua formação, as suas competências, os seus anseios e os seus projetos são possíveis de realizar neste concelho”, reforçou.

Em julho de 2016, o então deputado do CDS-PP renunciou aos cargos naquele partido, tendo revelado que iria regressar à “vida profissional colocando fim a mais de 23 anos de serviço público”.

Além de vereador e vice-presidente da Câmara de Ponte de Lima durante oito anos, Batista desempenhou ainda o cargo de presidente da Assembleia Municipal (12 anos).

Em 2013 foi eleito vereador da Câmara Municipal de Monção, lugar que também abandonou quando renunciou aos cargos partidários que exercia.

No parlamento, desempenhou, entre 2005 e 2016, as funções de secretário da mesa da Assembleia da República, de presidente da Comissão Eventual para a Problemática dos Fogos Florestais e de presidente da Comissão de Educação Ciência e Cultura – 2013-2015.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts