FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
Pedro Xavier 31 Dez 2020

Viana do Castelo: Romaria de S. Silvestre em Cardielos adaptada ao período pandémico

A tradicional romaria de S. Silvestre, que se realiza em Cardielos, Viana do Castelo, e costuma fechar a chave de ouro o ano velho vai realizar-se nos dias 30 e 31, mas com profundos ajustes ao período que vivemos.

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

As centenas de pessoas que passam pelo monte nestes dias não serão uma realidade, ainda assim haverá a Eucaristia e a tradicional bênção dos animais, no dia 31 às 10h30. Ao mesmo tempo, não vai faltar o tradicional cabrito à S. Silvestre que as pessoas podem encomendar e levar em take away.

Com estas medidas a Confraria pretende evitar aglomerados e continuar a honrar as tradições alto-minhotas. A romaria de S. Silvestre, mesmo com estas adaptações, vai ser uma realidade fruto do trabalho afincado da Confraria, num ano que foi muito difícil para toda a gente.

Diz-se que a tradição secular a este Santo nasceu quando São Silvestre se colocou na outra margem, no alto do Castro de Roques, e desejou que onde caísse a sua vara aí fosse edificada uma Capela em sua honra. O penedo com a marca a que chamam as pegadas do Santo, situa-se em S. Silvestre, no picoto.

Faz parte da tradição o facto de São Silvestre ter presidido às obras da construção da capela, sentado no alto de um penedo gasto pela erosão a que, ainda hoje, se teima em chamar de cadeira do Santo. Na altura toda a pedra e madeira existente no templo foi carregada, monte acima, nos seus cerca de 700 metros de altitude, pelas pessoas e pelos animais.
Com o passar do tempo os espaços foram sendo melhorados e S. Silvestre ganhou uma grande procura quer nas festas, quer noutro tipo de convívios, familiares ou de amigos.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts