FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
Pedro Xavier 24 Dez 2020

Diocese de Viana do Castelo iniciou caminhada para Jornada Mundial da Juventude 2023

A Diocese de Viana do Castelo iniciou na quarta-feira – 23 de dezembro de 2020 – a  caminhada para a Jornada Mundial da Juventude (JMJ) 2023 com a celebração de  bênção e entrega dos símbolos da JMJ aos representantes de cada arciprestado. 

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

“A vossa presença, a vossa dedicação à JMJ aquece o coração e, nesta noite de  Inverno, isso permite que os nossos pés se aqueçam e se tornem dispostos a anunciar  este Jesus que nos une”, iniciou o Monsenhor Sebastião Pires Ferreira, Administrador  Diocesano de Viana do Castelo, que presidiu à celebração, na palavra de abertura.  

Nesta medida, fazendo eco das leituras escutadas Mons. Sebastião apelou a que cada  um pudesse procurar na sua vida “algum episódio em que se sentisse em apuros”,  deixando, para o efeito, a pergunta: “quais foram as nossas reações diante desses  momentos?”. Com efeito, convidou os presentes a, diante desta questão, a colocar de  lado as respostas que geram ou alheamento ou depressão, e a abraçar a atitude  proposta na Escritura. “Nestes momentos, esperamos que seja Deus a falar”, frisou,  dando para exemplo o embaraço e o dilema de José perante a gravidez inesperada de  Maria.  

No seguimento, enunciou a dimensão juvenil que se encontra no interior do mistério do  Espírito Santo, lançando, por isso, o desafio a “avançar, caminhar, testemunhar e  agregar, para, assim, levar muitos jovens para as jornadas, sejam eles crentes ou não  crentes, porque aí, também, o Espírito Santo agirá, debulhará os nós, ajudará a  concretizar os objetivos”. “Que nesta caminhada, recordemos e peçamos, de modo  especial, pelos jovens sacerdotes da nossa Diocese e, de igual modo, pelo Seminário  em que estamos a rezar neste momento”, terminou.  

No final da celebração, o Pe. Domingos Meira, responsável do Secretariado Diocesano  da Pastoral Juvenil, entregou os símbolos da JMJ aos representantes dos 10  arciprestados, reforçando que este momento “lança o momento de oração mensal a  cada dia 23”. De igual modo, Alexandra Vieira e José Rodrigues, representantes do  Arciprestado de Caminha, que já participaram nas Jornadas Mundiais da Juventude por  duas vezes, salientam a troca de culturas, experiências, e formas diferentes de viver a  mesma fé. “Este momento de oração robusteceu o nosso ponto de partida como  Arciprestado e Diocese e esperamos que a JMJ possa contagiar o Alto-Minho”,  concluíram. 

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts