FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
Pedro Xavier 10 Nov 2020

PSD de Viana do Castelo quer que a Câmara interceda junto do Governo por causa do recolher obrigatório

O PSD de Viana do Castelo pede à Câmara Municipal, que defenda junto do Governo, os empresários da restauração - e do comércio local - do concelho face às medidas anunciadas, no Plano de Emergência, nomeadamente o recolher obrigatório.

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

“Recorde-se que Viana do Castelo não estava nos concelhos com o rácio apontado pelo Governo como de risco e apenas o foi por estar rodeada de outros em tal situação, conforme o país ouviu da boca do Sr. Primeiro Ministro, António Costa, aquando da apresentação do plano. Agora a economia local irá sofrer”, disse o presidente do PSD de Viana do Castelo, Eduardo Teixeira.

“Se apenas se tivesse seguido a lógica e o critério do rácio de mais de 240 infetados por 100 mil habitantes, Viana do Castelo teria ficado fora e não teria de estar sujeita a este recolher obrigatório à noite e aos fins de semana. Estando, é um golpe duro para os empresários do nosso concelho”, alerta Eduardo Teixeira.

Assim, o presidente da concelhia insta a “Câmara Municipal a interceder junto do Governo para que as medidas implementadas no concelho sejam atenuadas ou compensadas financeiramente, de forma a minimizar o impacto na economia local”.

Realça-se que estas medidas de confinamento parcial “são da exclusiva responsabilidade do Governo, já que o estado de Emergência Nacional proclamado pelo Presidente da República, se aplica a todo o território nacional e não apenas a parte” relembrou, ainda, Eduardo Teixeira.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts