FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
Pedro Xavier 09 Nov 2020

Aquamuseu do rio Minho dinamiza exposições nas redes sociais

Devido ao confinamento parcial decretado pelo Governo para 121 concelhos portugueses, entre os quais Vila Nova de Cerveira, o Aquamuseu do rio Minho vai estar temporariamente encerrado ao público, mantendo-se ativo na vertente digital, disponibilizando informação sobre duas exposições em curso: o linguado e o meixão.

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

Através da rede social Facebook, com periodicidade semanal vai ser colocada informação relativa à espécie em causa, complementada com registo fotográfico. Objetivo é que este conhecimento mais em detalhe possa ser absorvido e partilhado, seja em contexto escolar seja em ambiente familiar.

Assim, até final de novembro, os ‘amigos’ do Facebook do Aquamuseu do rio Minho vão conhecer um pouco mais em detalhe a vida do linguado ou solea solea. O linguado é uma espécie demersal que se pode encontrar a viver em substratos arenosos no mar e pode chegar a atingir os 70cm de comprimento e ultrapassar os 2Kg de peso. Camufla-se facilmente com o substrato onde costumam habitar, sendo uma capacidade muito importante quer para conseguir alimento quer para eles próprios não serem detetados por possíveis predadores.

Já mais prolongada no espaço temporal, até dezembro, é possível obter mais informação relativa mente ao meixão. O rio Minho é o único rio, em Portugal, onde é permitida a pesca de meixão, graças a um acordo entre as autoridades portuguesas e espanholas. No passado, o meixão era consumido pelas gentes ribeirinhas, sendo vendido à malga, porta a porta. Quando o seu valor económico aumentou, passou a ser vendido, quase na totalidade, para Espanha onde há uma forte tradição no seu consumo.
Para aceder a esta informação, faça like na página do Facebook Aquamuseu Rio Minho.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts